Arquivo do mês: setembro 2016

Machu Picchu: cenário de tirar o fôlego. Literalmente!

Machu Picchu – Vista da Porta do Sol.

Esta semana o facebook me trouxe recordações de uma das viagens mais marcantes que já fiz. Sempre tive curiosidade de conhecer este Patrimônio da UNESCO, Machu Picchu, e chegar lá foi realizar um sonho.

Foram vários os lugares incríveis visitados nesta viagem, mas sobre estes eu vou falar em outro post.

As montanhas no caminho. Lindo!

Esta região do Peru tem uma presença muito marcante por todo lado: as montanhas!! Por onde andei senti a força delas, da natureza. Me senti pertinho do céu. Andando por elas perdi o fôlego várias vezes. Umas pelo esforço físico mesmo e a altitude, outros pela beleza da paisagem, pela energia do local.

Vista da Trilha Inca.

Vista da Trilha Inca.

O encaixe perfeito das construções Incas.

Não tinha condições físicas para realizar a trilha inca completa (que era o meu sonho original), mas fazer a trilha de um dia só já foi desafio suficiente para a mente e o corpo, e me brindou com a alegria e o orgulho de ter conseguido chegar até lá. E não foi simplesmente caminhar por uma trilha da natureza e chegar ao seu destino. Fui acompanhada de um grupo especial, com cuidado especial. Os guias tornaram nosso caminho mais mágico e a chegada, um momento único. Um a um, eles nos conduziram de olhos fechados até um determinado local. Deixar-se conduzir as escuras não é lá um exercício fácil, mas depois de dias de convivência e horas de caminhada, eles já tinham ganho a minha confiança. Ao comando deles todos, ao mesmo tempo, abriram os olhos e tiveram a oportunidade de ver a imagem tão sonhada!

Orgulhosa de ter chegado lá!

 

E primeiro houve o silêncio, o impacto da conquista individual de chegar até lá. Depois o sorriso e a alegria da superação, da conquista. Lindo! Levo este momento e este sentimento comigo e nem imaginava que recorreria a ele, para me dar força, em tantos outros momentos da vida. Especial.

O que recomendo? Ir da maneira que for possível pra você! A beleza e energia do local estão disponíveis independente da maneira que você chega lá. Basta se conectar a elas.